Dezassete línguas

Correctamente

 

 

   «Glym Uvzell (84 anos) veio para Portugal quando se reformou da profissão de professor de pintura em Inglaterra. Era proprietário de uma galeria de arte, em Lagoa, onde expunha as obras que pintava. O companheiro Paul F. (73), natural da Suíça, também veio para Portugal quando se reformou da profissão de professor de línguas. “Falava corretamente 17 idiomas diferentes”, revelou a senhora que ia fazer a limpeza à casa» («Um professor de pintura e um de línguas», Miguel Ferreira, Diário de Notícias, 24.06.2014, p. 14).

      Dezassete línguas, e correctamente... Anda aqui uma pessoa uma vida inteira a tentar decifrar só uma e o que sabemos é que nada sabemos.

 

[Texto 4756]

Helder Guégués às 10:13 | comentar | favorito
Etiquetas: