Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

É esta igualdade que querem?

Capitã, juíza, procuradora, poetisa...

 

       «A Capitão Edna Almeida tem 29 anos e a adjunta, a Alferes Sandra Pacheco, 24. Estão, desde o início de dezembro (do ano passado 2019) à frente do Destacamento Territorial de Moncorvo que comporta ainda os concelhos de Freixo de Espada à Cinta e Alfândega da Fé. As duas comandam 90 homens. [...]  A capitão e não capitã (é a designação para este posto da GNR, tanto para homens com para mulheres) Edna Almeida já este noutros comandos na zona de Lisboa, e agora aos 29 anos pediu para vir para perto da terra onde nasceu (Macedo de Cavaleiros)» («As mulheres que comandam 90 homens na GNR de Moncorvo», Afonso de Sousa, TSF, 1.01.2020, 15h23).

     As mulheres têm lutado muito, ao longo dos tempos, pela igualdade — e, neste caso, os homens anuem ou concedem de boamente: é sempre, homem ou mulher, «capitão». Irónico, não é? Se eu fosse mulher, queria ser capitã.

 

[Texto 12 577]

2 comentários

Comentar post