Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Ecólogo e ecologista, a trapalhada

E de quem é a culpa?

                                                            

      Na emissão de 27 de Novembro do programa Os Dias do Futuro, na Antena 1, a entrevistada foi Maria Amélia Loução, Prémio Ciência Viva 2021. Entre muitas outras coisas, falou da enorme trapalhada na sociedade e nos dicionários entre os conceitos de ecólogo e ecologista. No dicionário da Porto Editora, por exemplo, são apresentados como sinónimos puros. Ora, só o ecólogo é especialista em ecologia; o ecologista é o activista. O ecólogo pode ser também activista — e então é também ecologista. O contrário não pode acontecer: um ecologista, que pode ser um absoluto leigo em matérias científicas da ecologia, não se pode intitular ecólogo. Voltando a ti, Porto Editora, não podes escrever, em ecólogo, «especialista em ecologia; ecologista». Tem de desaparecer daqui o «ecologista». De ecologista, por sua vez, não podes dar esta definição: «que ou pessoa que se dedica ao estudo da ecologia; especialista em ecologia; ecólogo». Vamos ser rigorosos.

 

[Texto 15 735]

1 comentário

Comentar post