«Engraçadismo», de novo

Desengraçado

 

 

  «Amigo muito calculista dizia há dias que eu não devia assumir publicamente o meu regresso à fé, que devia continuar no engraçadismo indiferente à questão ou na posição cómoda e até chique do agnóstico. […] Para comprovarmos este ponto não precisamos sair de casa. Basta dar uma saltada a Fátima: bandos de sul-coreanos estão a invadir o santuário. E também há indonésios, vietnamitas, chineses, malaios, japoneses (v. reportagem de Conceição Antunes no Expresso de sábado)» («Fátima mostra a força do cristianismo», Henrique Raposo, Expresso Diário, 14.05.2014).

     Já aqui tínhamos este «engraçadismo», que, aliás, não tem graça nem utilidade. Os «malaios» da Malásia (ou será da Malaia?) também já são nossos conhecidos.

 

[Texto 4568] 

Helder Guégués às 19:05 | favorito
Etiquetas: