«Entre 7 ºC e 10 ºC»

Talvez já nem valha a pena

 

      «O último Inverno foi o mais quente dos últimos 18 anos e o terceiro desde 1931, com a temperatura média
a ser superior em 1,25ºC ao normal, revelou ontem o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Em relação à previsão para os próximos dias, vai ser marcada por tempo quente, com as temperaturas máximas a chegarem hoje aos 30ºC. A chuva regressa na quinta-feira, com as temperaturas a descerem entre 7ºC a 10ºC» («Há 18 anos que o Inverno não era tão quente», Público, 3.05.2016, p. 8).

      São coisas menores, mas, multiplicadas por mil, mostram bem como se escreve sem os cuidados mínimos. Nada de ilusões: isto já não se endireita. E, com cada vez menos leitores, e, por consequência, cada vez menos jornalistas, há-de chegar o dia em que nem bem escritos nem mal escritos, deixaremos de ter jornais.

 

[Texto 6785]

Helder Guégués às 22:21 | comentar | favorito
Etiquetas: ,