«Estirpe bacteriana»

Para prevenir

 

 

      Pelo menos nos dicionários gerais da língua portuguesa, a definição de «estirpe» precisa urgentemente de ser revista. Os dicionários bilingues também precisam de ver acrescentada a acepção mais usada. Vem isto a propósito do desconhecimento generalizado do significado de «estirpe bacteriana» (bacterial strain, para a legião de anglófonos que nos segue). Hoje, na verdade, também é conveniente acrescentar que em francês se diz souche bactérienne. Eis aqui uma explicação em inglês: «If a species of bacteria is isolated and cultivated in the laboratory it is known as a strain and is assumed to be different from other strains of the same species unless we can prove it is identical. These strains are often given distinguishing numbers or acronyms. For example we have Streptococcus mutans LT11, Streptococcus sanguis NCTC 7863 etc etc. Think of these strain names as personal names (Streptococcus mutans Fred Bloggs) and you will have it about right.»

 

[Texto 4789] 

Helder Guégués às 18:50 | favorito