Etimologia: «charuto»

E agora teratologia

 

    Eu sei que alguns dos meus leitores têm uma enorme predilecção pela teratologia, e nem todos será por deformação profissional (mas de carácter?), e esta, a teratologia, também se aplica aos dicionários. Quando na terça-feira de manhã consultei o verbete charuto no dicionário da Porto Editora, deparei com isto, com este espectáculo: «Do tâmasculino churuttu, “envolver; enrolar”, pelo inglês cheroot, “charuto de pontas cortadas”». Será do «tâmul», mas veio agarrado na ponta do cursor um «masculino», e formou-se ali aquele conúbio. E já que aqui chegámos, diga-se seriamente que essa etimologia é demasiado controversa para se gravar na pedra assim de ânimo leve. Ah, sim, e faltam acepções em charuto, mas isto costuma passar.

 

[Texto 12 731]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | favorito