Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Expressão: «à custa de»

Quando aprendemos?

 

   «Já no domingo o The Mail on Sunday revelava que, por os seis centros de acolhimento que existem estarem cheios, os requerentes de asilo estão a ser alojados às custas dos contribuintes em hotéis onde os quartos custam 70 libras (100 euros) a noite, com direito a três refeições diárias e 35 libras (50 euros) de semanada. Um artigo que só aumenta a retórica anti-imigração que se ouve no Reino Unido, onde o próprio primeiro-ministro, David Cameron, se referiu aos migrantes como uma “praga”» («Ilegais vão de Kent para Londres em táxis pagos pelos contribuintes», Susana Salvador, Diário de Notícias, 4.08.2015, p. 36).

   Não terá sido a Susana Salvador que eu já disse que a locução prepositiva se escreve à custa de, e não como o fez? No plural, custas, é termo usado apenas no âmbito jurídico.

 

[Texto 6130]