Façam como eu digo, etc.

Qual a necessidade?

 

      «Claro que o que se passa na América de Trump é gravíssimo: é o esforço diário de um autocrata grosseiro, sem princípios, habituado a levar tudo à frente pelo dinheiro e pela ameaça, para subverter a governação de uma democracia, atacando as suas instituições e fazendo do bragadoccio o seu modo de vida» («A estação tola», José Pacheco Pereira, Público, 29.07.2017, p. 56).

      Já todos vimos Pacheco Pereira criticar, e bem, o uso descuidado e inculto que se faz actualmente da língua. Nesta crónica, aliás, começa logo bem intitulando-a «A estação tola». Ora, parece que se esquece dessas críticas quando usa uma palavra tão desnecessária como braggadocio.

 

[Texto 8067]

Helder Guégués às 22:58 | favorito
Etiquetas: