«Farinha centeia»

Já são três

 

      Falei de farinha triga e de farinha milha, mas esqueci-me de outra, e por isso um leitor escreveu-me: «Uns meses atrás ouvi uma vizinha na aldeia queixar-se que é difícil arranjar farinha centeia, mas ainda vai havendo.»

      «Ele era mau e tinha-os à jorna de sol-a-sol [sic] sem outra paga que uma pouca de farinha centeia para o pão, uns ovos, uma pinga de vinho e meia dúzia de pés de couve, que nem as batatas tinham ainda os navegadores trazido das Américas» (O Prenúncio das Águas, Rosa Lobato de Faria. Porto: Edições Asa, 1999, p. 129).

 

[Texto 5560]

Helder Guégués às 12:25 | comentar | favorito
Etiquetas: