Grotius, hein?

Inadmissível

 

      Grotius... Como está assim no original, inglês, o tradutor nem dedicou um segundo a pensar no caso. Para quê, não é?, alguém o fará por ele. Como não o nomeio, talvez nem sirva de escarmento. «Todavia, é Hugo Grócio (De Juri Belli ac Pacis, de 1625) o jurista habitualmente considerado o primeiro grande cultor do Direito Internacional» (Curso de Direito Internacional Público, Jorge Miranda. Estoril: Principia, 3.ª, 2006, p. 12).

 

[Texto 6320]

Helder Guégués às 21:28 | favorito
Etiquetas: ,