«Guarda Costeira»

Olha se fosse um romance

 

 

      «Os primeiros corpos de vítimas do naufrágio foram ontem retirados do ferry, quase quatro dias depois do acidente com o navio que levava 476 pessoas a bordo, anunciou a guarda costeira sul-coreana. “Os mergulhadores entraram no navio através da janela de uma das cabines dos passageiros pouco antes da meia-noite de hoje [hora local] e retiraram três corpos”, disse um responsável da Guarda Costeira citado pela agência France-Presse» («Buscas poderão durar dois meses, mas sem esperanças», Diário de Notícias, 20.04.2014, p. 30).

      Como é que, em tão escassas linhas, o jornalista (ninguém, na verdade) não reparou na desconformidade?

 

[Texto 4431]

Helder Guégués às 11:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,