Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Importação de palavras

Felizmente, não

 

      «Quanto mais as línguas crescem, mais mestiças se tornam – é inevitável. Foi mestiço o latim; são mestiças grandes línguas como o inglês, o espanhol, o francês, o português; a extensão dos seus vocabulários faz-se também por importação de palavras de outras línguas, nestas disponíveis para denominar conceitos que são novos para a língua recetora. A importação de palavras não é, por si só, uma desvantagem, mas carece de observação, análise e registo sistemáticos, processos que por aqui se confundem frequentemente com remoques puristas e prescrições pontuais, tantas vezes pouco fundamentadas» («A língua portuguesa e a UE», Margarita Correia, Diário de Notícias, 10.05.2021, p. 28).

      Carece desse trabalho, decerto — mas é maioritariamente um processo natural, espontâneo, dos falantes. E ainda bem que assim é, porque esperar pela chancela da academia era capaz de atrasar um pouco o processo.

 

[Texto 15 086]