«Inobstante»? Não se esforce

Não pode passar tudo

 

      «A importância dos vice-presidentes é o futuro: tanto Kamala Harris, 55 anos, centro-esquerda, humanista, progressista e negra, como Mike Pence, 61 anos, branco, “católico, conservador e republicano” (por esta ordem) de Direita, estão, inobstante o resultado de 3 de novembro, já lançados na corrida presidencial de 2024 – Trump não pode ir a um 3.º mandato e Biden faz 78 anos dia 20» («Debate com luvas: Kamala consistente, Pence joga à defesa», José Miguel Gaspar, Jornal de Notícias, 9.10.2020, p. 30).

      José Miguel Gaspar conseguiu desencantar uma preposição que nem o dicionário da Porto Editora regista — e ainda bem. Sacconi classificou-a de tolice. Para quê inventar mostrengos quando temos «não obstante», José Miguel Gaspar?

 

[Texto 14 121]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,