Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

«Júri/jurado», de novo

Quem diria

 

 

      «Depois, há a componente multimédia, que é um fator importante. Ou seja, a possibilidade de os portugueses serem jurados (e não “júris” como, inexplicavelmente, a TVI espalhou em cartazes pelo País inteiro – será que não houve uma alminha em Queluz de Baixo a ser capaz de reparar no erro?) em sua própria casa é um isco tecnológico muito interessante e que a TVI (e a Media Capital Digital) tem sabido desenvolver e aproveitar» («APPanhem as estrelas», Nuno Azinheira, Diário de Notícias, 6.05.2014, p. 44).

      Não estamos habituados a ver jornalistas a corrigirem seja o que for, mas talvez isto esteja a mudar.

 

[Texto 4515]