Letra e visita de médico

Rabiscos ilegíveis

 

      Isto não é normal, pá. O Aulete regista letra de médico e visita de médico, expressões que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ignora. Letra de médico... pobres farmacêuticos. Apesar da prescrição electrónica, ainda há demasiadas receitas manuscritas. Em Espanha, os farmacêuticos, ou, enfim, uma boa parte deles — tem, neste momento, 18 975 membros, com 1229 adesões nos últimos trinta dias — criaram um grupo privado no Facebook para se ajudarem mutuamente a decifrar a letra dos médicos. Por vezes, é impossível. Claro que o grupo não serve apenas para tentar decifrar a letra dos médicos: também contam historietas, partilham experiências, expõem dúvidas, falam de legislação nova, publicam ofertas de trabalho, etc., mas uma percentagem muito grande é sobre aquele problema, os rabiscos dos médicos, como explicou à imprensa a criadora e administradora do grupo, Blanca Marí-Ruano, uma farmacêutica valenciana de 37 anos.

 

[Texto 9321]

Helder Guégués às 12:40 | favorito
Etiquetas: ,