Léxico: «afasta-vacas»

Era agora

 

      «Igualmente invulgar foi o motivo que levou o comboio do Entronca- mento para Badajoz a perder 2 horas e 21 minutos. A automotora embateu numa vaca e ficaram, ambas, em muito mau estado. Por sorte, naquela zona, algures entre Torre das Vargens e Chança, havia rede de telemóvel e foi possível ao revisor pedir socorro (uma outra automotora foi rebocar a que ficou acidentada) porque na linha do Leste há secções onde não é possível comunicar a partir do comboio para o centro de controlo operacional» («Novos horários da CP não evitam mais supressões, atrasos e avarias», Carlos Cipriano, Público, 9.08.2018, p. 14).

      Neste caso é que, mais do que um limpa-trilhos, seria necessário um bom afasta-vacas. Agora com o telemóvel, porém, faz-se quase tudo — até se trabalha.

 

[Texto 9747]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,