Léxico: «aljama»

Principal

 

      «Em outubro, antes ainda da conclusão dos peritos já a ministra da Cultura tinha determinado a conservação, musealização e integração dos achados arqueológicos no projeto de recuperação da Sé de Lisboa. Agora, surge o veredito técnico. A Secção do Património Arquitetónico e Arqueológico (SPAA) do Conselho Nacional de Cultura (CNC) confirma, de forma unânime, que “não existe evidência de que tais vestígios correspondam à mesquita aljama de Lisboa”» («Vestígios islâmicos na Sé de Lisboa não são da antiga mesquita», Maria João Costa, Rádio Renascença, 14.01.2021, 11h53).

      Certíssimo, mas não o vamos encontrar nos nossos dicionários. Para quê, não é? «É habitual haver em centros urbanos de média dimensão uma mesquita aljama (ou principal) e várias pequenas mesquitas de bairro» (Elvas na Idade Média, Fernando Branco Correia. Lisboa: Edições Colibri-Cidheus, 2020, p. 72). Anda por aí à solta.

 

[Texto 14 575]

Helder Guégués às 08:00 | favorito
Etiquetas: ,