Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «angelino»

De Los Angeles

 

      «Moradora de Los Angeles há cinco anos, a pesquisadora Juliana Torres, 30, estava acostumada a levar o cachorro a uma área para animais na vizinhança que ficava quase sempre deserta. Isso mudou no período de quarentena. “Antes via raramente um ou outro dono por lá. Agora vejo cinco, seis pessoas usando o espaço todas as vezes. Mas mantendo distância.” [...] “Se todos os vizinhos saírem para andar ou correr, não há espaço nas pequenas calçadas para que cada pedestre fique longe dos outros. É preciso ficar ziguezagueando entre a rua, onde carros passam em alta velocidade, e a calçada lotada. Os angelinos não deveriam ter de enfrentar esses obstáculos”, pediu o jornal Los Angeles Times, em um editorial no qual defendeu o fechamento das vias» («Na Califórnia, carros cedem lugar a pedestres nas ruas», Rafael Balago, Folha de S. Paulo, 8.05.2020, p. A10).

      Já uma vez aqui tínhamos discutido a existência deste gentílico. Não vale a pena inventar nada, é isto. Angelino está no dicionário da Porto Editora, mas remete sem mais para «angélico», mero adjectivo, «próprio de anjo», etc.

 

[Texto 13 390]

1 comentário

Comentar post