Léxico: «anti-semitismo»

Fica-se na mesma

 

      «No passado dia 3 de Dezembro, o Parlamento francês aprovou por escassa maioria e em ambiente polémico uma resolução contra o anti-semitismo, adoptando a definição formulada pela IHRA — Aliança Internacional para a Memória do Holocausto: “O anti-semitismo é uma determinada percepção dos judeus, que se pode manifestar pelo ódio contra eles. As manifestações retóricas e físicas do anti-semitismo visam indivíduos judeus ou não e/ou os seus bens, instituições comunitárias e locais de culto.”» («“Quem afundou o Titanic? Iceberg, um judeu!”», Esther Mucznik, Público, 17.12.2019, p. 31). É com pena que o digo: quem consultar a definição de anti-semitismo (penso sobretudo nas crianças, o futuro da humanidade e o presente das nossas preocupações) no dicionário da Porto Editora (os cibervadios que o comprovem noutros) fica quase na mesma: «1. ódio aos Semitas; 2. sistema dos anti-semitas». Ah, os Semitas... Quanto sangue semita não correrá nas nossas veias? Sim, mas depois veio o sangue ariano-celto-ibero.

 

[Texto 12 492]

Helder Guégués às 08:30 | favorito