Léxico: «aquafaba»

É só isso?

 

      «E já que falamos em doces, fica aqui uma dica: a água de cozer o grão — aquafaba — quando bem batida, fica com uma textura semelhante às claras em castelo e pode, por isso, substituir o uso de ovos em algumas receitas, como na mousse de chocolate» («Quando a proteína vem do grão, das amêndoas e dos espinafres», Marta Cerqueira, MAGG, 5.06.2018, 9h04).

      Como é que só hoje é que eu conheci este termo? Até agora, sempre disse e ouvi «água de cozer o feijão», «água de cozer o grão», e lá me governei. Mas não apenas eu: Vítor Sobral e Maria de Lourdes Modesto, por exemplo, nos seus livros de culinária, também não o usaram. Mas eis que os English Oxford Living Dictionaries esclarecem a questão: «Coined in 2015 from Latin aqua ‘water’ + faba ‘bean’.» E, contudo, em português também temos palavras começadas por aqua-, como sabem.

 

[Texto 9369]

Helder Guégués às 11:18 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,