Léxico: «arriós»

É isso mesmo

 

      «O polícia avançou, divagou a vista relutante pelo quarto, onde uma criança ramelosa jogava o arriós, estendida no soalho gasto, e outras duas maiores se rebolavam em cima da cama, aliás da enxerga, em cuja beira estava sentada, serena, apática, a “patroa”, fritando a acre ração de cachucho no fogareiro criminoso, que não lhes pertencia, que ia deixar de pertencer-lhes» (Casa de Correcção, Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Livraria Bertrand, 1968, p. 132).

      O nosso Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora apenas regista arrió («pedrinha redonda do jogo do alguergue»), mas há dicionários que registam, e muito bem, as diversas variantes: arrió, arriós, arriol, arrioz. António Cabral, na obra Jogos Populares Infantis (Lisboa: Editorial Notícias, 1998), é «arriós» que usa. Os dicionários têm de acolher todas as variantes, para deixarem ao falante a liberdade de escolher o que quiser.

 

[Texto 9317]

Helder Guégués às 12:31 | favorito
Etiquetas: ,