Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «assistência»

Estranhas omissões

 

      «O internacional português do Real Madrid marcou dois golos – um de bicicleta –, fez uma assistência e recebeu ovação, de pé, dos adeptos da Juve, em Turim. Os “merengues” golearam, por 3-0, e têm pé e meio nas meias-finais da Liga dos Campeões» («Veja o golo de Ronaldo que está a correr mundo», Rádio Renascença, 3.04.2018, 21h38).

      Entre as sete acepções de assistência no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não encontramos esta. Outra ausência, para que já chamei aqui a atenção, é o nome das diversas posições em jogo, sobretudo no futebol: defesa-central, defesa-esquerdo, defesa-direito, extremo-direito, extremo-esquerdo, extremo-poste (no basquetebol)... Estão, por exemplo, no Prontuário Ortográfico e Guia da Língua Portuguesa de Magnus Bergström e Neves Reis (Alfragide: Casa das Letras, 50.ª ed., 2011, p. 140), não fui eu que as inventei. Só pode ser obstinação, e não critério ou princípio, pois regista «ponta-esquerda», «ponta-direita», «ponta-de-lança»... Insustentável.

 

[Texto 9005]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.