Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Léxico: «benção»

Forma popular, sim

 

      «Minha mãe, depois que a parteira me limpou, quase já esquecida das dores, como todas as mães, tomou-me nos braços, beijou-me, fez sobre mim o sinal da Cruz, pedido ao Céu bênções largas para o seu menino, Luís — a primeira vez que o nome, hipótese, se fez realidade, nomeando-me e identificando-me, para sempre» (Luís de Camões, Zacarias Nascimento. Lisboa: Didáctica Editora, 2007, p. 3).

      Acontece muitas vezes: o autor quase acertava. Para estar correcto, teria de tirar o acento circunflexo. Infelizmente, é informação que não vemos em muitos dicionários e vocabulários. «Bênção / bênçãos tem também a forma popular benção / benções, com acentuação na última sílaba» (Prontuário Ortográfico Moderno, Manuela Parreira e ‎J. Manuel de Castro Pinto. Porto: Edições ASA, 1985, p. 161). O VOLP da Academia Brasileira de Letras acolhe esta variante de génese popular, e, o que é mais e falta no dicionário da Porto Editora, os plurais.

 

[Texto 15 157]