Léxico: «betulina»

Está no VOLP da ABL

 

      «São menos de três centímetros de alcatrão de bétula mastigado por uma mulher há muito tempo, mas foi o suficiente para retirar um genoma humano completo da amostra encontrada no Sul da Dinamarca. [...] “O uso medicinal também tem sido sugerido, uma vez que um dos principais constituintes da bétula, a betulina, possui propriedades anti-sépticas”, referem ainda os cientistas da Universidade de Copenhaga, adiantando que essa hipótese é apoiada por um conjunto de “provas etnográficas que sugerem que a bétula era usada como anti-séptico natural para prevenir e tratar doenças dentárias e outros problemas médicos”» («“Chiclete” com 5700 anos revela o ADN de uma mulher», Andrea Cunha Freitas, Público, 20.12.2019, p. 37).

      É verdade que habitualmente se vê «alcatrão de bétula», mas, ao que creio, é somente pelo aspecto, o que nos deveria levar a estender o significado de «alcatrão».

 

[Texto 12 527]

Helder Guégués às 15:00 | favorito
Etiquetas: ,