Léxico: «bicho-da-farinha | larva-da-farinha»

Um processo

 

      «E o karaté é a maneira de subsistir e de poder continuar com a carolice de produzir tenébrios, a que o comum dos mortais chama “bicho-da-farinha”» («Insetos para o prato, já!», Luísa Oliveira, Visão, 16.05.2019, p. 74).

     No início de Fevereiro deste ano, sugeri que a Porto Editora dicionarizasse tenébrio, o que fez, e agora chegou a vez dos sinónimos bicho-da-farinha ou larva-da-farinha. Não podemos é pensar que está tudo feito, pelo contrário, é um processo, nunca acabará e, sobretudo, temos de recuperar o atraso.

 

[Texto 11 602]

Helder Guégués às 10:55 | favorito
Etiquetas: ,