Léxico: «biocarvão»

Fogo sem fumo

 

      «A embalagem do biocarvão [Biopower e Ecochar] produzido na Ibero Massa Florestal, em Oliveira de Azeméis, resume com desenhos e palavras-chave as potencialidades do produto: isento de chama, sem fumo, sem gases tóxicos, elevado poder calorífico. A empresa nasceu há cerca de quatro anos com o propósito específico de criar tecnologia do zero, preencher uma lacuna no mercado, travar as importações e criar um carvão 100% ecológico, único na Península Ibérica e raro no mundo» («Em Oliveira de Azeméis, faz-se carvão que não deita fumo e é íman na terra», Sara Dias Oliveira, Público, 5.04.2015, p. 18).

   O elemento bio- é, pelo menos na última década, um dos mais produtivos (em todos os sentidos...) no processo de recomposição em português, contribuindo para a ampliação lexical que se tem verificado. Sobre este elemento, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora limita-se a dizer que é o «elemento de formação que exprime a ideia de vida». Não chega.

 

[Texto 5730] 

Helder Guégués às 11:13 | favorito