Léxico: «biopolítico»

E, contudo, usa-se

 

      «E o Brasil que vemos naqueles corpos que dançam extravasa o continente americano e é também África, devolvendo-nos um espelho implacável que exige a urgente reescrita a várias vozes da história de séculos de colonialismo português e de escravatura, perpetuada nas formas de poder biopolítico que continuam a traçar a fractura abissal entre vidas, classes e raças no Brasil contemporâneo» («Da dança que grita a vida à dança que nos volta as costas», Alexandra Balona, Público, 15.05.2019, p. 34).

      O substantivo biopolítica já quase todos os nossos dicionários acolhem; o adjectivo nem sequer num o encontramos. E, contudo, usa-se.

 

[Texto 11 369]

Helder Guégués às 23:05 | comentar | favorito
Etiquetas: ,