Léxico: «biparental»

Tudo pela metade

 

      «“Pessoalmente, sou contra a PMA fora de um projecto biparental, mas se a sociedade reivindicar esse direito para as mulheres sós, fantástico. O que faço às mulheres que me procuram, [sic] é indicar-lhes os sítios onde é possível submeterem-se a tais técnicas”, conclui Silva Carvalho [ex-presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina de Reprodução (SPMR)]» («Médicos querem que lei admita o recurso a “barrigas de aluguer”», Natália Faria, Público, 19.07.2009, p. 2).

     Foi, provavelmente, a última vez que se usou a palavra «biparental» no jornal Público, ao passo que «monoparental», por seu lado, é muito usado. O que não justifica, certamente, que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não registe a primeira, mas acolha a segunda. O Dicionário Houaiss, se regista o vocábulo, não regista a acepção do texto acima: «1. Diz-se da ou herança em que a prole apresenta características de ambos os genitores. 2. Diz-se de ou zigoto raro de certas algas, o qual contém o ADN dos cloroplastas de ambos os genitores».

 

[Texto 5805]

Helder Guégués às 14:27 | favorito
Etiquetas: ,