Léxico: «bomba de barril»

Assim está melhor

 

      Já tínhamos visto aqui as barrel bombs, ora em inglês, ora traduzido por «barris-bomba». Hoje, a tradução é outra: «Depois, em novembro de 2014, a Força Aérea Síria recomeçou, largando bombas de barril – “IED voadores” –, que têm provado ser uma das munições mais mortíferas usadas pelo regime na guerra – que mataram sessenta e dois civis num único ataque aéreo» (ISIS — Por dentro do Estado do Terror, Michael Weiss e Hassan Hassan. Tradução de Rui Jorge Mourinha. Alfragide: Texto Editores, 2015, p. 258). «Dos céus, e até ao início da noite, sabe-se que caíram cinco bombas de barril (barris cheios de explosivos, munições e estilhaços que se espalham, matando indiscriminadamente) numa vila da província de Idlib, no Noroeste» («“Um dia e uma noite excepcionais”», Sofia Lorena, Público, 28.02.2016, p. 24).

 

[Texto 6673]

Helder Guégués às 11:09 | comentar | favorito
Etiquetas: ,