Léxico: «bombardeira»

Não é bem assim

 

      Vários dias em Castelo Rodrigo dão para ver muito. Por exemplo, vi que as bombardeiras (cruzetadas, neste caso) não correspondem à definição do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «abertura no parapeito para aplicar a bombarda; canhoneira». Ora, no castelo onde podemos ver também o palácio de Cristóvão de Moura (que talvez, afinal, não fosse traidor), as várias bombardeiras localizam-se em diversos pontos da muralha, e não nos merlões. Definição mais correcta é a da Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, o que já vimos de outras vezes: «Espaço entre ameias, abertura em muro de fortaleza, portinhola, etc., por onde passa a boca da bombarda».

 

[Texto 9721]

Helder Guégués às 17:51 | favorito