Léxico: «cacida»

Nada de nada

 

      «E assim perdura estática, amodorrada, quanto a civilização, com o presente igual ao passado e sem esperanças de modificação no futuro, a velha Arábia das cacidas e dos profetas» (Árabes e Muçulmanos. Greis Sarracenas e o Islão Contemporâneo, quinto livro, Eduardo Dias. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1940, p. 236).

      A cacida é o nome que tem em árabe todo o poema de certa extensão, palavra que se encontra em muitas e muitas obras em língua portuguesa. Que encontro, por exemplo, na Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. Nos modernos dicionários? Nada de nada.

 

[Texto 10 028]

Helder Guégués às 08:23 | comentar | favorito
Etiquetas: ,