Léxico: «caminho de ronda»

Experimentem

 

      «Este troço, acrescentou [o arqueólogo Rui Pinheiro], está ligado a uma outra estrutura, sua contemporânea: “Uma estrutura de tipo alambor, de terra e cal hidráulica”. Trata-se de uma rampa inclinada, criada na base da muralha, e na qual é também visível um vestígio do “caminho de ronda” ao longo do qual os militares fariam a vigia» («Funicular da Graça “compatibilizado” com a Cerca Fernandina», Inês Boaventura, Público, 31.10.2016, p. 17).

      A meu ver, até estas expressões, como caminho de ronda, deviam ser acolhidas pelos dicionários gerais, e não apenas pelas enciclopédias. Parece tão intuitivo, e, no entanto... Experimentem perguntar aí à sua volta, ao marido, à mulher, ao colega (ao patrão não), e logo concluem que, afinal, as pessoas não sabem lá muito bem. Ah, e lá temos agora alambor reduzido à sua importância, ao contrário do que vimos aqui.

 

[Texto 7208]

Helder Guégués às 10:36 | comentar | favorito
Etiquetas: ,