Léxico: «caseirismo»

Melhor do que em inglês

 

      «O sistema de concursos agrava o envelhecimento e não estimula a sã competição para selecionar os mais promissores para o futuro. A compressão orçamental dos últimos 20 anos levou todas as universidades a fecharem-se ainda mais, agravando o caseirismo (inbreeding) que já era endémico. A justificação é muito simples e compreensível. Pelo custo da admissão de um candidato externo podemos “promover” muitos candidatos da casa» («Sim a uma nova carreira universitária», José Ferreira Gomes, Público, 17.06.2018, p. 30).

      É a segunda vez que encontro este neologismo para designar esta opção (e como tradução de academic inbreeding), pelo que se pode afirmar que não é invencionice de última hora de José Ferreira Gomes, professor da Universidade do Porto e ex-secretário de Estado do Ensino Superior no XIX e XX governos. Sim, apenas duas vezes, mas, tendo em conta que é um termo tão específico e como foi usado por dois autores, é de crer que se use com alguma frequência no meio.

 

[Texto 9427]

Helder Guégués às 22:57 | comentar | favorito
Etiquetas: ,