Léxico: «cetamina/quetamina»

Por um acerto, vários erros

 

      «Os reclusos terão consumido cetamina, um poderoso anestésico conhecido como “tranquilizante de cavalo”, que terá sido introduzido por uma visita na manhã de domingo na cadeia de Castelo Branco. Foi a DGRSP que sublinhou que terá sido aquele tipo de substância a provocar a intoxicação, mas fonte da Polícia Judiciária, que está a investigar o caso, alertou que ainda estão a ser realizados exames toxicológicos para identificar a substância consumida» («Reclusos que consumiram “poderoso anestésico” tinham sido condenados por tráfico», Pedro Sales Dias, Público, 28.04.2015, p. 12).

    Ao longo do dia de ontem, foi cetamina que se ouviu na rádio; à noite, no Telejornal, o jornalista António Nunes Farias disse quetamina, o que não estará mal, pois vem do inglês ketamine. Infelizmente, por cada acerto há sempre vários erros. Um deles foi ter pronunciado incorrectamente a palavra «intoxicação». Desta vez foi /intochicação/, mas também a deturpam em /intossicação/.

 

[Texto 5800]

Helder Guégués às 07:05 | comentar | favorito
Etiquetas: ,