Léxico: «chave na mão»

Basta estar atento

 

      Li hoje que a ponte suspensa Maputo-Catembe, sobre a baía de Maputo, Moçambique, está orçada em 785 milhões de dólares, montante financiado com um empréstimo da China. É, dizem, um projecto chave na mão, ou seja, a China trata de tudo e entrega a obra feita. Agora, volta não volta (bonita expressão que António Lobo Antunes usa nas suas obras e que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ignora), vejo esta expressão, mais ligada ao mercado imobiliário, e nos dicionários, nada.

 

[Texto 10 169]

Helder Guégués às 19:41 | comentar | favorito
Etiquetas: ,