Léxico: «choque hipovolémico»

A lógica e a adenda

 

      «Não fosse o socorro imediato por parte dos bombeiros e do INEM, com recurso a um garrote, e a vítima teria morrido por “choque hipovolémico” (perda de mais de 20% do sangue do corpo), refere a PJ de Aveiro, que deteve o suspeito, indiciado por homicídio qualificado, na forma tentada. Um juiz no DIAP de Aveiro colocou-o em prisão preventiva» («Esmagou o irmão contra um pilar», João Paulo Costa, Jornal de Notícias, 21.05.2020, p. 22).

      Era esta adenda que eu queria na definição de choque hipovolémico no dicionário da Porto Editora, que actualmente diz apenas isto: «situação em que há uma diminuição do volume total do sangue que circula no organismo». Bem, isto não é o pior; pior é a locução estar dicionarizada em «hipovolémico» e outras em tudo semelhantes, como choque anafiláctico, estarem em «choque». Está a escapar-me a lógica por detrás disto.

 

[Texto 13 405]

Helder Guégués às 08:15 | favorito