Léxico: «cipo»

E ainda mais

 

      «Durante o percurso feito “num carro alentejano, aos solavancos, ora por campos, ora por desertos”, o investigador deparou-se com um cipo (coluna com inscrições tumulares) e a indicação do proprietário das terras de que ali tinham aparecido “muitas moedas de cobre, e uma de prata, como um tostão”» («Villa romana “Cidade das Rosas” vai ser recuperada», Carlos Dias, Público, 31.03.2018, p. 14).

      O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista cipo, pois sim, mas falta-lhe uma acepção: «1. coluna truncada que os antigos punham em cima das sepulturas; 2. marco miliário; 3. coluna com inscrições; 4. pedra tumular; 5. tronco de uma família». Cinco acepções, o que mostra bem que esta coluna curta ou pilar quadrangular tinha vários usos — mas falta indicar que era usada também para marcar os limites de um campo, de um terreno.

 

[Texto 8989]

Helder Guégués às 20:05 | favorito