Léxico: «cirúrgico»

Já se passaram anos

 

      Não começou a usar-se nessa altura, mas no início dos conflitos na Síria, o regime de Bashar al-Assad temia estar em preparação um ataque cirúrgico contra o país, e a expressão repetia-se e repetia-se (tradução do inglês surgical strike). Agora, menos letal (pelo menos para a generalidade da população), temos aí as greves cirúrgicas dos enfermeiros — e os lexicógrafos continuam impassíveis. «O Governo acusava os enfermeiros de violação dos serviços mínimos decretados para a “greve cirúrgica” em quatro centros hospitalares, razão pela qual avançou para a requisição civil no início de fevereiro» («Greve dos enfermeiros. ​Supremo dá razão ao Governo na requisição civil», Rádio Renascença, 26.02.2019, 16h36). Também temos alterações cirúrgicas na lei: «O Governo está disponível para fazer “alterações cirúrgicas” à legislação sobre violência doméstica, anunciou a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, apesar de entender que a atual legislação é “forte” e está em linha com as orientações internacionais» («Governo disposto a fazer “alterações cirúrgicas” à lei da violência doméstica», Rádio Renascença, 27.02.2019, 13h30). É óbvio que em cirúrgico não se pode continuar a dizer somente «de cirurgia; relativo a cirurgia». Ninguém dá por nada...

 

[Texto 10 895]

Helder Guégués às 15:05 | comentar | favorito
Etiquetas: ,