Léxico: «codório»

Má opção

 

      A palavra do dia, na Infopédia, é hoje codório. É mais burlesca do que outra coisa qualquer, mas não está registada como tal. O meu reparo, porém, não vai para esse aspecto, mas para a etimologia: «Do latim quod ore [sumpsimus], frase latina que o sacerdote pronunciava na missa, ao receber, no cálice, vinho e água». Faltou dizer, e parece-me essencial para se perceber tudo, que quod ore sumpsimus significa «o que pela boca tomamos». Temos mais alguma palavra de uso popular tirada de expressões da Igreja? Outra, pelo menos, e muito semelhante: santoro ou santório, que aquele dicionário define assim: «espécie de pão bento que se dá nos dias de Todos os Santos e de Finados». Há textos brasileiros que mostram que também se usou a forma «codoro», o que faz sentido, pois a terminação -oro mudou-se em -ório. Infelizmente, os nossos dicionários apenas acolhem uma das formas, e nem sequer a original.

 [Texto 11 660]

Helder Guégués às 16:44 | comentar | favorito