Léxico: «contradecisão»

Fra(n)camente

 

      «Susana Graça teria sido a quarta titular do cargo desde que o actual Governo entrou em funções — não chegará a sê-lo, porque, logo após o anúncio da nomeação (a decisão e a contra-decisão chegaram às redacções com cinco horas e 11 minutos de intervalo), a ministra tomou conhecimento de que a pessoa que escolhera tem um litígio com o organismo que iria passar a dirigir a 1 de Fevereiro» («Um ministério para lá de desconcertante», Inês Nadais, Público, 27.01.2019, p. 25).

     Só pode ser insensibilidade ortográfica ou linguística. É, pois claro, contradecisão: «Decisão e contradecisão de Hitler foram ignoradas em Lisboa, senão ocultadas por Londres, nas malhas da sua contra-espionagem» (A Guerra e a Paz, José-Augusto França. Lisboa: Editorial Presença, 2009, p. 212).

 

[Texto 10 664]

Helder Guégués às 22:48 | favorito
Etiquetas: ,