Léxico: «contramina»

Ou não se perceberá

 

      «Para combaterem a ameaça, os defensores portugueses construíam as chamadas contraminas, que mais não eram do que outros túneis que entravam nos escavados pelos invasores. Quando estes eram alcançados o fim era, inevitavelmente, o mesmo: a destruição com cargas explosivas e a morte dos atacantes» («Estórias da história de Elvas», José Bento Amaro, Sem Mais, Novembro de 2019, p. 59).

      É muito simples, Porto Editora: se em mina dizes que é a «passagem subterrânea para levar os sitiantes ao lugar sitiado», em contramina não podes dizer apenas, como o fazes agora, que é a «mina que se destina a destruir a mina do inimigo ou a anular o seu efeito», ou o pobre falante ficará um pouco confundido. Não achas? Falta uma acepção.

 

 [Texto 12 425]

Helder Guégués às 10:15 | comentar | favorito
Etiquetas: ,