Léxico: «deservagem»

Monda térmica

 

      «É uma máquina que não tem herbicidas[,] trabalha só com vapor e utiliza o óleo vegetal reciclado como combustível”, diz à Renascença o vice-presidente da autarquia, Carlos Alves. De acordo com o autarca, as células das plantas são destruídas a temperaturas elevadas, “entre os 160 e 180 graus” num processo denominado como “monda térmica”. “Queremos acabar com as queixas da população expostas a alguns riscos e além do mais as questões ambientais são[,] para nós, uma prioridade”, assegura o autarca. O equipamento de deservagem térmica não necessita de qualquer químico mas requer algum investimento do município» («Vapor de água e óleo. É assim que Serpa quer acabar com [o] glifosato», Rosário Silva, Rádio Renascença, 10.04.2017, 13h39).

      No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, nem o verbo, deservar, nem o substantivo, deservagem. E, no entanto, não apenas se usam, e há muito, como os encontramos em alguns dicionários. E já viram que mesmo monda já não é apenas o que vem nos dicionários? Já se fala em monda química, monda térmica...

 

[Texto 7697]

Helder Guégués às 21:20 | favorito