Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «desescalada», de novo

Ora reparem

 

      Falei aqui de desescalada, mas vejam agora isto: «O chefe do governo espanhol, Pedro Sánchez, recordou no domingo que o confinamento obrigatório ainda se encontra em vigor e pediu uma “descalada” da tensão política no país, insistindo para a necessidade de uma grande colaboração de “reconstrução” para enfrentar a crise da pandemia» («Espanha regista nova descida no número de mortes em 24 horas», Sofia Freitas Moreira, Rádio Renascença, 13.04.2020, 10h37).

      Ora, já vimos isto antes, ou uma tentativa de dizer o mesmo: «Gandhi pregava a “descalada” das necessidades. Despojar-se dum objeto era um acontecimento festejado como uma vitória» (O Tempo nas Palavras, António Alçada Baptista. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2012, p. 161). «Esta “descalada” do saber também me fez partir alguns ídolos e darme conta de alguns casos graves de opressão do saber» (Peregrinação Interior, Vol. 1, António Alçada Baptista. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2011, p. 67).

 

[Texto 13 151]

1 comentário

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.