Léxico: «doença dos pezinhos»

Demasiada e inútil dispersão

 

      «Mais de 42.100 crianças nasceram no primeiro semestre do ano em Portugal, um recorde dos últimos três anos para igual período, segundo dados do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido como “teste do pezinho”» («Nasceram mais 42 mil bebés nos primeiros seis meses do ano», Rádio Renascença, 18.07.2019, 7h48).

      Aqui acontece algo parecido: no dicionário da Porto Editora, doença dos pezinhos remete simplesmente para paramiloidose, onde se descreve a doença — mas num texto de apoio da Infopédia ficamos a saber que também tem o nome de polineuropatia amiloidótica familiar (eles escrevem com maiúsculas, mas isso foi antes do uso pleno do cérebro). Mas que esquizofrénica dispersão é esta, que fim persegue?

 

[Texto 11 802]

Helder Guégués às 08:52 | comentar | favorito