Léxico: «ducentenário | quatrocentenário | quincentenário», etc.

Ainda na mesma linha

 

      «Dos rios Cavaco ao Curinge e Huche, da costa marítima aos montes Sawa, Nhime e Capilongo, a cidade quatrocentenária das acácias rubras estende-se por um território de 2.100 quilómetros quadrados, que já se vão tornando exíguos face ao crescimento da população e pelos factores demográficos inerentes» («Benguela procura renascer por entre as dificuldades», Adão Faustino, Jornal de Angola, 17.05.2020, p. 6).

      Pois, quatrocentenário, quincentenário, etc. Os nossos dicionários param em tricentenário, mais para a frente já não sabem contar. Alguns, como o da Porto Editora, nem sequer registam ducentenário, por exemplo.

 

[Texto 13 364]

Helder Guégués às 19:15 | favorito
Etiquetas: ,