Léxico: «encarceramento/desencarceramento»

Vejamos mais em pormenor

 

      «Uma colisão entre dois veículos no IC2 causou, esta segunda-feira, a morte a um jovem de 19 anos em São João da Madeira, tendo o trânsito ficado cortado durante três horas no sentido Norte-Sul, indicaram os bombeiros locais. [...] “Um dos condutores ficou em situação de encarceramento de tipo 2, o que significa que a vítima ficou compactada dentro do carro”, explicou o comandante [dos Bombeiros Voluntários de São João da Madeira, Normando Oliveira]» («Jovem de 19 anos morre em despiste no IC2», Rádio Renascença, 14.01.2019, 12h13).

      É muito curioso (e anómalo) que o dicionário somente no verbete desencarceramento se refira explicitamente à «libertação de ocupantes retidos no interior de uma viatura sinistrada», mas não no verbete encarceramento. Não será o único problema: não há também operações de desencarceramento em helicópteros e aeronaves ligeiras, por exemplo? Ora, não se trata de viaturas. Mais: está o termo viatura bem definido? Vejamos: «qualquer veículo para transporte de pessoas ou coisas, carro». Estão a dizer-nos que «viatura» é sinónimo de «carro»? Então se for um camião já não estamos perante uma viatura? Finalmente, quanto aos tipos de encarceramento, é a primeira vez que o vejo referido, mas é mesmo assim: encarceramento mecânico, encarceramento físico de tipo I e encarceramento físico de tipo II, lê-se nesta publicação da Escola Nacional de Bombeiros.

 

[Texto 10 585]

Helder Guégués às 14:42 | favorito