Léxico: «espontaneísmo»

Só para alguns

 

      «Com isso o que se pretende afirmar é que para a superação da crise de existência portuguesa não é possível confiar no espontaneísmo de uma sociedade destruída e incapaz de assimilar e reagir sobre o exterior» (Portugal à deriva, José Miguel Júdice. Lisboa: Edições do Templo, 1978, p. 38).

      Nem todos o conhecem: se está no VOLP da Academia Brasileira de Letras, o dicionário da Porto Editora desconhece-o.

 

[Texto 11 985]

Helder Guégués às 20:24 | comentar | favorito
Etiquetas: ,