Léxico: «estação»

Só de serviço

 

      «“Estamos na estação arqueológica do Castro de Ovil, é um povoado da Idade do Ferro. Aqui no Entre Douro e Vouga é das primeiras aldeias sedentárias. A cultura castreja é tradicionalmente do granito e de grande altitude, mas aqui estamos a baixa altitude e domina o xisto”, começa por explicar Jorge Salvador, o arqueólogo responsável pelas visitas guiadas gratuitas ao Castro de Ovil» («Castro de Ovil: Um povoado do séc. IV a.C. e uma fábrica de papel», Rute Fonseca, TSF, 5.06.2018, 18h22).

      Escusam de ir ver: o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não regista esta acepção, tão vulgar, de estação. E se passasse a registar cultura castreja também não estaria mal, pelo contrário.

 

[Texto 9354]

Helder Guégués às 12:00 | favorito
Etiquetas: ,