Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «faca-de-mato»

Elementar, mas...

 

      «“A cena passou-se à minha frente na terça-feira passada no bairro Modoua”, afirmou Jean-Sylvestre Tchya, de 35 anos, dando o exemplo de um muçulmano que foi “surpreendido por um grupo de pessoas que o linchou e decapitou com um machete”» («Canibalismo e linchamentos na República Centro-Africana», Jornal de Notícias, 11.01.2014, 16h09).

      Dizes, Porto Editora, que machete é a «grande faca-de-mato para abrir passagem nas florestas», e não me parece que estejas errada. Contudo, quando queremos entrar no verbete faca-de-mato, só não batemos com o nariz na porta porque se abre o verbete faca, onde o encontramos. Ora, se a grafas com hífenes, tem de ter um verbete autónomo, tão simples quanto isto.

 

[Texto 15 501]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.